Porto Velho/RO, 11 Dezembro 2019 23:18:48

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 30/10/2019 às 09h41min

    A-A+

    Daniel Pereira esquenta as baterias para a disputa da prefeitura

    Ex-governador acredita ser possível que o ex-prefeito Mauro Nazif desista da candidatura para apoiá-lo.

    O Melhor Para 2020

    São raros os males que vêm para o bem. No caso da Amazônia, vale mais o trocadilho turístico “há malas que vêm pelo trem”. Apesar das confusões criadas pela falta de diálogo das autoridades mundiais, dos prejuízos do corte de recursos, melindres dos consumidores, desconfiança de investidores e pé atrás dos turistas, seria impossível para os traders do ramo ignorar a importância e a imensa variedade de opções oferecidas pela Amazônia enquanto endereço precioso para visitação.

    Não é surpresa, nesse caso, que a Lonely Planet, respeitada autoridade global sobre viagens, tenha incluído a Amazônia brasileira no rol dos dez países, cidades, regiões e destinos sustentáveis para visitar em 2020. A feliz menção faz parte da 15ª coleção anual “O Melhor Para 2020”, onde nossa Amazônia aparece na lista em que também figuram a Rota da Seda da Ásia Central, Maine (EUA) e Cádiz (Espanha).

    Era uma injustiça à região não figurar nessa lista e em outras sobre os melhores destinos turísticos do mundo. A exposição do tema Amazônia pela mídia a tornou impossível de ser ignorada.

    A indicação é um sopro de alívio no momento em que o mundo se cobre de tantas incertezas e disputas, com o presidente dos EUA à beira do impeachment, a China freando fortemente o crescimento, o mundo à beira de mais uma crise e o Brasil devorado por uma polarização que só o desune e enfraquece.

    ………………………………………………  

    Nas paradas

    O ex-governador Daniel Pereira (Solidaridade), o Pereirinha voltou a se animar para a disputa da prefeitura de Porto Velho no ano que vem. Já esta mexendo os pauzinhos para a nominata de candidatos a vereança e recebendo adesões de aliados do ex-governador Ivo Cassol (PP) para sua possível postulação no ano que vem. Nos bastidores ele acredita ser possível que o ex-prefeito Mauro Nazif desista da candidatura para apoiá-lo. É mais fácil galinha ganhar dentes.

    Fazendo as contas

    A política, como se sabe, não é uma ciência exata, e como dizem os sabichões, muda de forma e tamanho, como as nuvens. No entanto, fazendo as contas, o lançamento de dois candidatos com as mesmas bases –funcionalismo e petistas arrependidos do PSB – como é o caso de Pereirinha e Nazif, é o caminho da desgraceira para os dois. Um racha que vai facilitar a vida de Hildon Chaves e Leo Moraes no pleito 2020.

    Como será?

    Por falar na turma de Cassol, o cassolismo está dividido em Porto Velho para a peleja 2020, já que a presidente regional, deputada Jaqueline anunciou candidatura própria do partido com a vereadora Cristiane e uma outra porção cassolista embarcou na nau de Pereirinha. Alguém terá o tapete puxado, ou o clã Cassol terá dois candidatos a prefeito na capital? É mais possível, conforme rola nos bastidores, Cristiane virar vice do prefeito Hildon Chaves (PSDB).

    Em apuros

    Se não funcionar bem e obter resultados, as CPIs para investigar a Energisa em Rondônia e Acre, visando baixar o preço da energia, vão se transformar numa furada para os parlamentares das duas casas de lei. Será o chamado feitiço se voltando contra o feiticeiro. Para início de conversa, o preço da tarifa está aumentando em novembro, podendo passar a impressão de que os políticos rondonienses e acreanos não foram eficientes em defesa da causa dos consumidores.

    Jogo de estratégia

    Com as alterações na legislação eleitoral para as eleições do próximo ano fica proibido coligação para a vereança e por este motivo em Porto Velho todos os partidos terão nominatas fechadas, as chamadas chapas puro sangue. Neste sentido, para reforçar a eleição de seus candidatos é essencial que as agremiações projetem candidaturas próprias. Por isto em 2020 teremos um recorde de postulações ao Paço Tancredo Neves, agora Prédio do Relógio.

    Via Direta

    *** O governador Marcos Rocha chega aos dez meses de mandato com o estado quase nos trilhos, mesmo com a crise econômica que ainda não acabou*** O pagamento do funcionalismo público e de suas contas estão em dia e apenas à saúde tem déficit na sua gestão *** Por seu turno, o prefeito de Porto Velho Hildon Chaves está encerrando seu terceiro ano de mandato, diga-se de passagem o melhor deles, a frente da municipalidade*** Mas a saúde e o transporte escolar prejudicaram seu desempenho *** De olho no processo sucessório, o ex-prefeito Mauro Nazif começa a contatar com possíveis partidos aliados para montar uma poderosa coalizão no ano que vem***O PSB, seu partido, tem a maior bancada na Câmara de Vereadores na capital, com quatro representantes *** Mistério em Vilhena: qual  dos Donadons será selecionado no clã para enfrentar o prefeito Eduardo Japonês no ano que vem?*** Vem aí uma grande surpresa da política na região central, renovando os quadros partidários rondonienses.


    Deixe o seu comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas