porto velho - ro, 19 Julho 2019 01:17:41

Carlos Sperança

coluna

Publicado: 04/12/2018 às 07h37min

A- A+

Desinformação e prejuízos

Há sinais de que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, foi traído pela desinformação reinante nas redes sociais, pelas quais decidiu se..

Há sinais de que o presidente eleito, Jair Bolsonaro, foi traído pela desinformação reinante nas redes sociais, pelas quais decidiu se comunicar com a população, seguindo a fórmula do presidente estadunidense Donald Trump. Ainda em sua pré-história, anárquicas, as redes continuam dominadas por fake news (notícias falsas) e hoaxes (pegadinhas).

O cancelamento no Brasil da Conferência do Clima da ONU, prevista para 2019, foi recomendado ao atual governo pelo staff de Bolsonaro com base na errônea suposição de que a promoção e a Conferência de Paris estejam relacionadas ao já descartado projeto conhecido como “Triplo A” – corredor ecológico internacional que uniria os Andes ao Atlântico, impossível de existir sem a concordância dos governos da região.

Só em fake news e teorias da conspiração pode haver confusão entre o esforço para impedir a elevação da temperatura mundial, objetivo do Acordo de Paris, com um impossível “roubo” de 136 milhões de hectares brasileiros pelo já falido Triplo A e sem nenhuma relação com o clima.

Com isso, falsas notícias e suposições levam o Brasil a desperdiçar a oportunidade de atrair as atenções mais positivas do mundo. Promover a Conferência traria ótimos benefícios ao turismo nacional, melhorando a imagem do país, hoje muito desgastada no exterior.

………………………………..

Frente Democrática

O PT, depois de uma avaliação sobre as eleições 2018, ratificou o nome de Fernando Hadadd como sua liderança nacional em substituição ao ex-presidente Lula ainda preso em Curitiba e defendeu uma “Frente Democrática” para resistir ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro. O documento emitido às bases reconhece alguns equívocos da legenda, mas não tem “mea culpa”.

Em Rondônia

Em Rondônia o PT esta dizimado. Restou como liderança estadual apenas o deputado estadual reeleito Lazinho da Fetagro, um nome sem radicalismos, que emergiu das comunidades eclesiais de base. A ex-senadora Fátima Cleide que sofreu mais uma derrota e o ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho sequer disputou cargo eletivo em outubro, optando em apoiar o Padre Ton a Câmara Federal.

Emprego informal

Porto velho segue com elevada taxa de desemprego e com isto aumentaram os camelôs e vendedores de salgadinhos e marmitex disputando espaço no centro comercial da capital. Chama atenção o numero de vendedores de quentinhas aos módicos R$ 5,00 o preço de uma saltenha nas padarias de boa procedência. A região central esta infestada de ambulantes.

Uma acomodação

O ano que vem será marcado por uma nova acomodação partidária no estado. Em Rondônia, o PSL, o novo partido governista, deve ganhar novas adesões – a maioria advinda do MDB e partidos alinhados – e para as eleições municipais de 2010 o PSB/PDT/PSDC deverão liderar um “Frentão” com postulantes a prefeitos nos principais polos regionais.

A ressurreição

Esmagado pela pior derrota nas urnas ao governo do estado de todos os tempos, o ex-senador Expedito Junior quer emplacar o novo comando da Assembleia Legislativa emplacando o deputado estadual Laerte Gomes (PSDB) na presidência da Cassa de Leis. O tucano, que estava sumido depois da eleição, ressurgiu e tem liderado a campanha de Laerte.

Via Direta

*** Como não podia deixar de ser, as chuvas já estão causando alagações nos bairros da capital *** Vai longe para Porto Velho contar com uma drenagem eficiente, já que muitos bairros e invasões surgiram na parte mais baixa da cidade *** A dois meses da eleição da nova mesa diretora da Assembleia Legislativa até agora nenhuma chapa foi anunciada *** Facções criminosas disputam o controle da venda de drogas na zona Leste da capital a balas *** Todo final de semana aparecem os corpos estendidos no chão.

 

 


Escreva um comentário

Arquivos de colunas