Porto Velho/RO, 11 Dezembro 2019 18:35:33

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 30/11/2019 às 08h07min

    A-A+

    Diante dos constantes desastres em barragens em outros estados

    A espera de resultados  Acossado pela realidade teimosa que insiste em contrariar as versões forjadas nos porões ideológicos para..

    A espera de resultados 

    Acossado pela realidade teimosa que insiste em contrariar as versões forjadas nos porões ideológicos para enganar o governo e a sociedade sobre questões como desmatamento, queimadas e destruição da biodiversidade, o ministro Ricardo Salles, do Meio Ambiente, cunhou uma expressão que não faz muito sentido na boca de um governante: “ambientalismo de resultados”.

    Ambientalismo é um tipo específico de ativismo político relacionado a assuntos ambientais. Na bolha ambientalista cabem opositores, técnicos cansados de tanto avisar as autoridades sem sucesso, radicais antissistema e quem mais se convencer de sua pregação. Nunca é uma esfera de governo, mas há no atual governo federal a tendência a ser ao mesmo tempo gestão e oposição. A medida anunciada pode cair em horas ou ser trocada por outra porque há um forte ativismo interno.

    Ao pretender um “ambientalíssimo de resultados”, o governo cria uma bolha alternativa: contra o ambientalismo de denúncia, inventa um ambientalismo para trombetear as posições do governo e seu discurso.

    Tão difícil para o “ambientalismo de resultados” quanto explicar o recorde de 29,5% no desmatamento na região será defender a extinção do Fundo Amazônia, embutida na PEC dos Fundos. Menos ativismo e mais resultados talvez dessem em algo mais satisfatório.

    …………………………………………………….

    Esclarecedora

    Diante dos constantes desastres em barragens em outros estados e as desconfianças existentes nos bairros tradicionais de Porto Velho com relação à Usina de Santo Antonio, o consórcio responsável pela obra patrocinou uma campanha esclarecedora a respeito da segurança para a população. Ocorre que volta e meia boateiros tocam o pavor em bairros da figura A, próximos à orla do Rio Madeira, um verdadeiro terrorismo com os moradores.

    Na peleja

    Com a filiação do ex-vereador Isau Fonseca e de outras lideranças locais, o MDB de Valdir Raupp e Confúcio Moura esta pronto para disputar a prefeitura de Ji-Paraná numa parada em que vai enfrentar o projeto de reeleição do atual prefeito Marcito Pinto (PDT) e o deputado estadual Laerte Gomes (PSDB), presidente da Assembléia Legislativa do estado. Populista, com carisma e político cascudo, Isau terá uma boa largada.

    Em Ariquemes

    Em Ariquemes existem vários nomes para enfrentar o prefeito Thiago Flores (PSL) na eleição do ano que vem, mas ainda rolam uma série de indefições sobre a política de alianças. Propala-se os nomes de Lucas Folador (DEM), do ex-deputado estadual Tziu Jidaias (Solidariedade), entre outros cogitados. Os caciques locais, casos do senador Confucio Moura (MDB) e do ex-senador Ernances Amorim (PTB) ainda não deciram quem vão apoiar. 

    Na fronteira

    Com o dólar caro e em alta, os revendedores que habitualmente fazem suas compras de importados e quinquilharias de Natal na fronteira com a Bolivia – casos de rondonienses e acreanos – estão prejudicados nas vendas das novidades, geralmente vindas da China. Em Guajará Mirim, por exemplo, as compras ainda não decolaram. Com a região sofrendo uma baita crise nos últimos anos, só faltava à alta da moeda americana para atrapalhar.

    Fundo Amazônia

    As doações internacionais – principalmente da França e da Noruega – para o Fundo Amazônia é uma unanimidade para os governadores da Amazônia legal. Nem mandatários ligados ao presidente Bolsonaro (este chegou a caçar encrencas com as nações doadoras e com isto causando prejuizos nos aportes aos estados da região) ficaram ao lado do presidente nas rusgas. Optaram por uma posição pragmatica e pelos recursos internacionais recusados intempestivamente.  

    Via Direta

    *** No Black Friday de Porto Velho ocorreram variações de preços em até 70 por cento*** Ou seja, ao meio de tantos comerciantes e lojistas honestos também proliferam os espertalhões*** Com o preço da carne as alturas também foram reajustados os preços em alguns restaurantes da capital*** O ex-deputado e ex-vice-prefeito Dalton Di Franco esta empenhado em ser o pré-candidato a prefeitura de Porto Velho pelo PDT*** E já começou a jornada com reuniões nos bairros da Zona Leste*** Outro vice aspirando o cargo do titular é Edgar do Boi (DM), também já percorrendo os bairros e acertando a nominata dos seus candidatos a vereança para 2020*** Mais um pedido de impeachment para jogo de cena visando desgastar o atual prefeito na capital. Ocorre que a oposição não tem maioria para afastar o pefeito Hildon Chaves*** Já foram arquivados uns três pedidos nos últimos dois anos. 


    Deixe o seu comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas