porto velho - ro, 01 Novembro 2019 22:25:07

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 30/09/2019 às 09h38min

    A-A+

    Porto Velho ainda é a capital patinho feio da região

    Brasil e China Não faz a mínima diferença gostar ou não do discurso de um chefe de Estado na ONU. No fim, quase ninguém no mundo..

    Brasil e China

    Não faz a mínima diferença gostar ou não do discurso de um chefe de Estado na ONU. No fim, quase ninguém no mundo saberá o que foi dito ou dará importância real aos assuntos mencionados, a não ser que provoquem guerras ou prejuízos imediatos. O que faz diferença são as consequências que as palavras e intenções causam na própria nação e no mundo.

    Ainda antes que se apaguem os entusiasmados aplausos nacionalistas internos e as iradas más impressões causadas no exterior pelo pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro na assembleia geral das Nações Unidas o que vai chamar atenção do mundo é a viagem para a China, em outubro. Mais ainda, o olho mundial estará arregalado para não perder um passo da viagem do presidente Xi Jinping a Brasília em novembro, quando participará da reunião de cúpula de chefes de Estado dos Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

    Ainda não há sinais fortes de consequências boas ou más da intervenção polêmica de Bolsonaro na ONU, mas será entre elas que Bolsonaro irá à China e Jinping virá ao Brasil. Antes ou depois dessas movimentações, porém, a Amazônia continuará sempre no topo das preocupações mundiais. A cada enchente, terremoto, tempestade de granizo ou incêndio em qualquer lugar do mundo, ao lado das emoções que lá causarem estará um nome que ninguém no planeta poderá mais ignorar: Amazônia.

    …………………………………………….

    Patinho feio

    O município de Porto Velho festeja 105 anos de emancipação em outubro e por isto resolvi bisbilhotar os vizinhos Cuaibá (MT), Rio Branco (AC), Boa Vista (RR), Macapá (AM) e Manaus (AM) para estabelecer algumas comparações. Só existe algum “parentesco” em saneamento básico, em alguns casos, com a baixa taxa de esgoto, nos demais quesitos em termos de infraestrutura PHV leva pau. A conclusão é que ainda somos o “patinho feio” da região.

    As rodoviárias

    Seguem as comparações entre as capitais da região: No que tange as rodoviárias Cuiabá (MT) e Rio Branco (AC) estão muito na vanguarda, décadas à frente; no que se refere a estádios de futebol, não se compara nosso velho e acanhado Aluzio Ferreira, com as Arenas do Pantanal (Cuaibá), da Floresta (Rio Branco) e da Amazonia (Manaus). E as estruturas de Boa Vista (RR) e Macapá (AM) quanto aos equipamentos urbanos são bem melhores do que as nossas.

    As especulações

    Em Ji-Paraná seguem as especulações dando conta em até dez possiveis candidaturas a prefeitura da chamada capitral da BR, conhecido como Paço Urupá, além do próprio prefeito Marcito Pinto (PDT) que deve disputar a reeleição. Vejam alguns nomes citados para a peleja: 1- Deputado estadual Laerte Gomes 2- Ari Saraiva 3-Licomedio Pereira 4-Liliam Pires 5-João Durval 6– Afonso da Mabel 7-Esau Fonseca 8- ex-prefeito Assis Canuto.

    CPIs da Energisa

    As Assembléias Legislativas do Acre e de Rondônia iniciaram investigações sobre o desempenho das elevadas tarifas praticadas pela Energisa, a nossa ex-Ceron. O que os parlamentares vão coletar perante rondonienses e acreanos, todo mundo já sabe. Mas no essencial, as assembléias legislativas não têm poderes para mudar as coisas: a redução da tarifa é atribuição da Aneel. Confiram ao final das CPIs.

    As tradições

    A cavalgada no sábado, marcando a abertura da exposição de Porto Velho, resgata uma das tradições abandonadas nos últimos anos na capital. O evento em o poder de reanimar o comércio da capital tão debilitado nos últimos anos. Além de uma opção de lazer, as atividades nos bares, hoteis e restaurantes crescem muito, gerando emprego e renda, como ocorre em feiras bem organizadas, como das de Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena.

    Via Direta

    *** O comércio de Porto Velho já aposta no Dia das Crianças para impulsionar as vendas na temporada*** A coisa esta feia. Até os traficantes se queixam das baixas vendas das pedras de crack*** O município de Porto Velho vai chegando ao aniversário de 105 anos liderando as queimadas no País, ao lado de Labrea, no Amazonas, que é a grande campeã*** Uma temporada de grande desgaste para Rondônia que a partir do final de outubro enfrenta a estação das chuvas quando a capital se transforma num monumental igapó *** A Zona de Expansão de Porto Velho se espicha pela região do Lagoa Azul e as margens da BR 319, depois da ponte com suas bordas tomadas por noiados e garimpeiros.  


    Escreva um comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas