porto velho - ro, 21 Setembro 2019 11:54:16

    CarlosSperança

    coluna

    Publicado: 12/09/2019 às 09h32min | Atualizado 12/09/2019 às 09h37min

    A-A+

    Um ano depois, o MDB ainda se ressente do insucesso nas urnas

    A primeira edição Na edição passada, relatei como foi o nascimento do Diário da Amazônia, planejado a pedido do grupo Eucatur, em..

    A primeira edição

    Na edição passada, relatei como foi o nascimento do Diário da Amazônia, planejado a pedido do grupo Eucatur, em seguidas reuniões na residência do jornalista Emir Sfair, proprietário do Jornal O Paraná, em Cascavel (PR) entre maio e junho de 1993. Num prazo curto, já em 13 e setembro o rotativo seria inaugurado.

    A primeira edição reuniu esforços de todo mundo. Nossa diretora Ana Gurgacz chefiou o pelotão de limpeza. Os repórteres e fotógrafos se dedicavam a edição histórica. Do meu lado, trabalhei num caderno especialmente dedicado a história da imprensa de Rondônia.

    Primeiro jornal diário informatizado, este que vos fala se atrapalhava com a internet. Nosso diretor fundador Emir Sfair estava muito ansioso para que tudo desse certo. Jornalistas veteranos recrutados a dedo e cabaços na profissão se juntavam na epopeia da primeira edição.

    Experiente, Waldir Costa o editor coordenava todos os trabalhos. Bedin, o baluarte da reforma do prédio na Joaquim Nabuco ultimava detalhes de acabamento. Mauro Sfair liderava o faturamento da edição de estreia com mais de 50 páginas. Estava tudo pronto para a inauguração, com seu Assis e o então jovem Acir, juntos e misturados com os convidados e autoridades.

    …………………………………………

    Audiência pública

    Se reveste de grande importância a audiência pública da Comissão da Agricultura da Câmara dos Deputados no próximo dia 16, segunda-feira em Porto Velho. Na oportunidade, os parlamentares e convidados das esferas responsáveis pela regularização fundiária estarão presentes buscando soluções para um problema no estado que atinge quase 80 mil pequenos proprietários.

    Cadê a segurança?

    Tem panificadora que já foi assaltada mais de 10 vezes na Zona Leste de Porto Velho. Os ladrões e arrombadores estão depenando imoveis, levando telhado inteiro pela cidade toda. Hidrômetros, que servem para contar o consumo de água são furtados aos montes diariamente. Prédios vazios na região histórica da capital estão virando abrigo de viciados, mendigos e traficantes. A segurança pública desandou.

    Turismo sexual

    Assim como nas localidades ribeirinhas do Pará, Ilha do Marajo e Amazonas começa a rolar o turismo sexual em algumas localidades rondonienses as margens do Rio Madeira. Às vezes em situações até estimuladas pelos parentes, adolescentes a partir de 12 anos se atiram as pousadas em busca de clientes, que podem ser brasileiros e às vezes até mesmo estrangeiros circulando pela zona ribeirinha.

    Ainda a BR 319

     O presidente Jair Bolsonaro, nos últimos 30 anos, é o enésimo presidente a declarar que asfaltará a rodovia 319 que liga Porto Velho a Manaus, principal bandeira da bancada amazônica no Congreso Nacional, liderada pelo senador Acir Gurgacz. As coisas já começam a avançar em alguns trechos, mas no meião ainda necas. Espera-se que desta vez o projeto seja para valer.

    MDB rachado

    Quase um ano depois daquela convenção estadual onde quebrou o pau e que redundou na derrota do candidato ao governo do partido, do senador Valdir Raupp e sua esposa Marinha, o MDB ainda se ressente do insucesso nas urnas. O Partido não tem mobilizado a militância, não conquista novos adeptos e entrou num processo de esvaziamento a espera de uma conciliação entre os agrupupamentos de Raupp e Confucio Moura ainda ruminando discórdias.

    Via Direta

    *** Responsável pelo enroncamento das margens do Rio Madeira no trecho do Complexo Madeira Mamoré, a Usina de Santo Antonio segue estudos técnicos sobre o fenômeno das terras caídas*** O consórcio ainda não deu uma resposta à sociedade a respeito do desbarrancamento que deixou toda população ribeirinha de cabelos em pé *** Passadas as festividades do aniversário do Diário, todo o SGC se mobiliza pelo Dia do Bem que acontecerá em novembro, uma das grandes marcas da emissora e de grande repercussão pelo estado.


    Escreva um comentário

    sobre Carlos Sperança

    Um dos maiores colunistas político do Estado de Rondônia. Foi presidente do Sinjor. Foi assessor de comunicação do governador José Bianco entre outros. Mantém uma coluna diária no jornal Diário da Amazônia.

    Arquivos de colunas