porto velho - ro, 26 Março 2019 02:36:52

J. Nogueira

coluna

Publicado: 16/12/2018 às 07h20min

A- A+

Destaques da região central de Rondônia

SEM EXPLICAÇÃO A saída do primeiro diretor da escola Tiradentes-4 (Júlio Guerra) de Ji-Paraná, não foi bem assimilada pelos mais de..

SEM EXPLICAÇÃO

A saída do primeiro diretor da escola Tiradentes-4 (Júlio Guerra) de Ji-Paraná, não foi bem assimilada pelos mais de mil alunos da instituição. Segundo informações, colhidas dentro do próprio estabelecimento, Paulo Lima teria ‘entrado’ em rota de colisão com um graduado e não deixado nada satisfeito o superior com algumas posições contrárias. Já se sabe que estaria se iniciando um movimento com objetivo de conseguir o seu retorno ao referido posto. É assim mesmo, quando um começa mostrar trabalho…aparecem muitos para derrubá-lo!

AIRTON GURGACZ

E o deputado estadual, Airton Gurgacz (PDT), continua realizando entrega de veículos, em Ji-Paraná. Após entregar dois veículos aos conselhos tutelares, um para a Formação Sanitária da Polícia Militar, uma Hylux para a Associação Abadá Capoeira e um caminhão tanque ao Corpo de Bombeiro, o parlamentar, entregou na sexta-feira, pela manhã duas Hylux sendo a primeira ao projeto Proerd e outra á Escola Tiradentes/4 (Júlio Guerra), solicitada pelo primeiro diretor, Paulo Lima e a coronel PM Elizabeth Nunes. Os respectivos veículos já deveriam ter sido entregues desde o início do ano, mas por inoperância do governo estadual, somente esta semana foi possível o parlamentar cumprir mais este compromisso.

GREVE

Outro assunto tornado público na última sessão do legislativo, foi a possibilidade de uma greve dos funcionários da empresa Coopeza, responsável pela coleta do lixo cerdo, em Ji-Paraná. O motivo: atraso no pagamento de salário, A informação teria sido confirmada através de familiares dos funcionários que estariam sem receber sem receber seus vencimentos há dois meses. Caso isso se confirme, a segunda maior cidade do Estado, corre o risco de virar 2018 para 2019, com toneladas de lixos, em todos os bairros. Será que a empresa não estaria recebendo corretamente da prefeitura?

DECLARE

A magistrada, juíza Ana Valéria participou esta semana da sessão ordinária do Poder Legislativo (Câmara de Vereadores). O objetivo foi de difundir o lançamento de mais uma edição da campanha “Declare seu Amor”, que incentiva a doação de parte do que seria pago ao Imposto de Renda para o Fundo Municipal da Criança e do Adolescente. O recurso arrecadado é devidamente dividido entre as entidades cadastradas.

BURACOS

O Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) deve acionar, rapidamente, a sua equipe de manutenção para agir no perímetro urbano de Ji-Paraná. Este trecho que compõe o percurso da ponte sobre o Rio Ji-Paraná (Machado), se encontra com muitos buracos e já foi causa de alguns acidentes. Geralmente, a manutenção é feito pela prefeitura, mas a responsabilidade oficial é do DNIT que também deve acionar a empresa responsável pela manutenção da BR-364, entre Ji-Paraná e Presidente Médici. A situação desta rodovia, em vários pontos, não das melhoras.

SEM PREVISÃO

E a situação das famílias que sonham com a casa própria, em Ji-Paraná, continua da mesma forma. As obras do residencial ‘Mora Melhor’ ainda não foram finalizadas pela empresa responsável, e para piorar, os ‘donos’ do alheio invadiram os imóveis, furtando quase que praticamente toda a fiação elétrica. Outra situação é quanto a própria empresa que estaria com dificuldades em pagar os salários em dia de seus funcionários. O certo é que ainda não existe uma data para que o governo Federal através do Banco do Brasil, com a prefeitura consiga entregar os mais de 1,400 apartamentos.


Escreva um comentário

Arquivos de colunas